Fadiga Visual

A fadiga visual é um mal que atinge um número cada vez maior de pessoas. Não há um perfil específico, crianças, jovens, adultos e idosos podem ser acometidos por esse problema, na medida em que a visão não seja preservada, relata a Dra. Tania em seu artigo. Prevenir e tratar doenças oculares relacionadas ao trabalho é uma tendência na oftalmologia, as novas tecnologias representam um avanço para sociedade, mas seu uso indiscriminado pode trazer diversas complicações, principalmente para saúde da visão. O preocupante é que o uso dessas tecnologias vem acontecendo cada vez mais precocemente que sem dúvida pode trazer comprometimento ocular a partir da infância. As diferentes condições do ambiente de trabalho, como a umidade relativa do ar, ventilação, temperatura e iluminação podem afetar diretamente a qualidade de vida dos trabalhadores. Certamente aqueles que desenvolvem tarefas que exigem mais atenção são os mais prejudicados.

As principais queixas dos pacientes são olho seco, ardência, visão embaçada, sensação de areia nos olhos e cansaço visual durante a leitura. Medidas podem ser tomadas para amenizar a fadiga ocular, muitas vezes causada por ambientes não planejados. Surge então uma nova área oftalmológica que visa o bem estar do trabalhador, a ergoftalmologia. Trata-se de uma área da ciência multidisciplinar que estuda os ambientes de trabalho, propondo um melhor relacionamento entre o trabalho e a visão.